24/05/2010 Moscas negras


Este caso aconteceu no início deste ano, no mês de fevereiro.
Lembro-me que foi um dia normal como qualquer outro até o final do expediente do trabalho as 18:00. Cheguei em casa por volta de 18:30, sempre chego morrendo de fome e naquele dia minha mãe havia deixado alguns pães de queijo para eu comer. Raramente como as coisas na cozinha, ou é em frente à televisão ou do computador, neste dia fui para a sala e estava vendo o noticiário. Sempre eu tomo um bom banho quando chego em casa do trabalho, mas as vezes a fome é extrema e paro na cozinha primeiro.

Estava sozinho em casa, não sabia onde minha mãe estava. Provavelmente em alguma vizinha, pois quando cheguei os pães de queijo ainda estavam mornos, no entanto já estava escuro e ela ainda não havia voltado. Preparei-me para entrar para o banho, já estava à noite, não sei ao certo, imagino que já se aproximava das 20:00hs.

Entrei para o banho, quanto lavava a cabeça de olhos fechados, percebi que as luzes do banheiro se apagaram. Mesmo estando de olhos fechados aquela pequena claridade que atravessa as pálpebras sumiu, tirei rapidamente a espuma da cabeça e abri os olhos, confirmei então que a lâmpada deixou de iluminar. Não sabia se havia acabado a energia ou se a lâmpada havia queimado, pois estava com o chuveiro desligado, fazia muito calor naquele dia. Terminei normalmente meu banho, poderia facilmente descobrir se era uma queda de energia apenas ligando o chuveiro, mas já terminava o banho e resolvi descobrir lá fora. Assim que me enxuguei, no escuro mesmo, abri a porta do banheiro e constatei que a lâmpada de fato havia queimado, pois avistei a claridade vindo da cozinha e o barulho da geladeira ligada.

Segui para o outro banheiro em meu quarto, onde guardo os utilitários para me barbear. Até então, tudo estava normal e minha cabeça ainda não pensava besteiras, acabei de me barbear e quando eu guardava as coisas de volta no armário, a lâmpada que fica em cima da pia e que estava sobre minha cabeça, oscilou por instantes como se a energia enfraquecesse e 5 segundos depois vi com meus próprios olhos ela estourando. Não foi como em relatos de filmes de terror onde elas esfarelam, foi um estouro não muito forte fazendo com que pedaços grandes caíssem sobre a pia. Apenas um destes veio na direção de meu olho esquerdo que se eu não estivesse com os óculos que havia acabado de colocar quando terminei de me barbear teria acertado em cheio em minha retina.

Naquele momento sabia que algo estranho estava acontecendo. Se fosse mais novo com certeza procuraria sair o mais rápido de casa, até que chegasse alguém, mas com várias experiências que já me aconteceram no decorrer da vida, parece que aprendi a lidar com estas coisas e fiquei em casa, aguardando pelo pior, que, talvez viria ou não.

Como eu esperava ele veio...

Segui para meu computador, procurei me distrair um pouco e fui assistir alguns vídeos engraçados no youtube, mas quanto mais eu procurava me distrair, mais eu lembrava do que havia acabado de acontecer. Sobrepunha meus pensamentos tentando fazer acreditar que fosse apenas uma oscilação de energia, mas não era...

Assistia ao vídeo de uma velha com uns gatos e sussurros surgiram em meu quarto, pausei o vídeo que assistia para eliminar as chances de que o som não saia do computador... E não saía... No final de minha bancada, no canto do quarto 2 seres cochichavam entre si, não era uma sombra sólida e negra, eram como se fossem moscas voando umas sobre as outras, mas os formatos de seus corpos eram como o nosso.
Ficaram ali conversando, por volta de 2 longos minutos, sem reação fiquei os observando até que as moscas negras começaram a se dispersarem e os formatos dos corpos ficaram desfigurados... em alguns segundos, não havia mais nada, minha porta e janela fechadas impediriam que as moscas saíssem, no entanto não havia mais nenhuma delas voando por ali...
Digg it StumbleUpon del.icio.us

0 comentários:

Postar um comentário

 
Melhor visualização no navegador Google chrome