10/08/2009 Richard Ramirez


Richard Ramirez, talvez o mais voraz serial killer do qual se tem notícia, nasceu em El Passo, Texas, no ano de 1960. Vivia com seus pais e seis irmãos, começando cedo sua carreira de crimes, aos 9 anos. Afirmando ser protegido e filho de Satã, Ramirez começou a morar nas ruas e em motéis baratos de Los Angeles, aos 23 anos, enquanto seus crimes iam ganhando cada vez maiores dimensões.
Mas foi no verão de 1984 que sua onda de terror começou, com o assassinato de uma senhora de 79 anos, que foi esfaqueada até a morte e depois teve sua garganta açoitada, isso tudo dentro de sua própria casa. Em seguida uma garota de 6 anos foi seqüestrada no ponto de ônibus, ela foi estuprada e abandonada com vida em uma área deserta. Duas semanas depois, outra menina, esta com 9 anos, foi retirada de seu próprio quarto, violentada e abandonada. A vítima seguinte foi uma senhora, baleada quando chegava em casa e deixada viva, provavelmente, por ter se fingido demorta, mas sua colega de quarto, de 34 anos, não teve a mesma sorte, sendo baleada na
cabeça e morta por Ramirez. Seus crimes prosseguiram, sem apresentar nenhum padrão definido para vítimas ou modo de agir, sendo o único fato notável sua crescente ferocidade (chegou a arrancar os olhos de uma mulher de 44 anos e cortar seu corpo, enquanto ela ainda estava viva).
Como Ramirez variava muito seus métodos (ora usando facas, ora armas de fogo) e não apresentava vítimas específicas (atacando homens, mulheres, idosos, crianças), sendo isso um caso raro entre assassinos em série, levou algum tempo até a polícia conseguir perceber que todos aqueles crimes eram cometidos por uma mesma pessoa. Isso só foi notado quando três vítimas deram a mesma descrição de um homem alto, magro e de péssimo hálito, finalmente todos se deram conta de que havia um serial killer à solta, logo denominado pela imprensa de "Night Stalker" (algo como "Predador ou Caçador Noturno"). O que mais impressionava em Ramirez era sua grande variedade de crimes e o curto período de tempo nos quais eles foram cometidos, sendo eles: 13 assassinatos, 5 tentativas de homicídio, 6 estupros, 3 atos obscenos com crianças, 2 seqüestros, 3 atos de sexo oral forçado, 4 atos de atentado violento ao pudor com homens, 5 assaltos à mão armada e 14 roubos, todos eles cometidos no período compreendido entre Junho de 1984 e Agosto de 1985.
De posse de um retrato falado, logo a identidade do assassino foi descoberta, com pôsteres de seu rosto sendo espalhados por toda a cidade. Reconhecido por uma senhora em um loja de conveniências, que começou a gritar que se tratava do "Night Stalker". Ramirez começou uma fuga deseperada pelas ruas, sendo perseguido por uma multidão enfurecida. Ele tentou roubar um carro, mas foi atingido com uma cano de metal pelo marido da motorista. A polícia acabou tendo que salvá-lo de uma multidão pronta para o linchamento.
Na prisão, Ramirez tatuou pentagramas em suas mãos e por várias vezes, durante o julgamento, proferiu gritos de viva Satanás. Foi condenado, em 1989, à câmara de gás e espera a execução até hoje.
Digg it StumbleUpon del.icio.us

1 comentários:

Sandra Helena* disse...

Total ausência de sanidade mental!

Postar um comentário

 
Melhor visualização no navegador Google chrome